BIO Curiosidades

Besouro bombardeiro

Besouro bombardeiro

Lista do conteúdo

Besouro bombardeiro

O besouro-bombardeiro recebeu esse nome devido ao som explosivo que emite quando é ameaçado, soltando até 50 rajadas químicas, quentes, coloridas e barulhentas.

Considerado o calcanhar de Aquiles dos evolucionistas, ninguém sabe exatamente como foi que evoluiu até o ponto atual.

O líquido que ele “bombardeia” é uma mistura de dois químicos que é similar ao combustível dos foguetes, e é muito quente e tóxico.

Classe: Insetos

Ordem: Coleópteros

Família: Carabídeos

Espécie: Carabus variolosus

Para mirar, o besouro gira o abdômen de um lado para o outro e atira direto no candidato à predador.

O atacante fica com um gosto horrível na boca e até mesmo com queimaduras leves.

O corpo desse besouro fabrica e armazena os ingredientes químicos necessários para as rajadas.

Besouro bombardeiro

Quando ele fica estressado, uma substância química líquida sai de cavidades do seu corpo e entra em uma “câmara de explosão”, com paredes grossas e resistentes ao calor, localizadas no seu abdômen. Aí ocorre uma rápida reação química que transforma os líquidos em gases e água.

Quando a pressão da câmara aumenta, as substâncias químicas borbulhantes são lançadas para fora em uma série de jatos rápidos.

Dá mesmo pra dizer que ele tem um temperamento explosivo…rs

O bombardeiro é um predador subaquático, que se movimenta com agilidade e rapidez no fundo de águas paradas. Ele captura pequenos crustáceos, insetos e suas larvas, vermes e principalmente moluscos, para devorá-los depois em terra.

Besouro bombardeiro

Mas nem sempre o bombardeiro precisa gastar energia na procura e captura de presas vivas, pois ele também se alimenta de animais mortos que flutuam.

As larvas do bombardeiro passam por uma metamorfose em 3 estágios, antes de chegarem à fase adulta. Como os adultos, também caçam na água, mas quando são adultos não mergulham o corpo inteiro.

Para mergulhar, o bombardeiro ingere água, do mesmo modo como um submarino inunda os tanques de lastro. Uma bolha de ar grudana na cauda o ajuda a emergir.

Besouro bombardeiro

O tiro mais perigoso é o do Brachinus explodens.

A variação, em potência e eficácia, é muito grande, porque existem umas 25 000 espécies de Carabídeos em todo o mundo (inclusive no Ártico), alguns terrestres, e nem todos capazes de emitir ácido.

O sicofanta é um Carabídeo típico, embora terrestre.

Uma característica comum a todas as espécies é a voracidade e a força das poderosas mandíbulas, que atuam como duas foices articuladas em tesoura.

Outras características que favorecem seus hábitos predatórios são a forma alongada do corpo e o desenvolvimento das patas traseiras, adaptadas à movimentação rápida.

Como se alimentam exclusivamente de outros insetos, vermes e moluscos, o bombardeiro e outros Carabídeos são inofensivos para o homem.

A presença de Carabídeos em certas regiões favorece a agricultura e a saúde do homem, na medida em que eles contribuem para controlar insetos nocivos.

Besouro bombardeiro

Posts relacionados