BIO Curiosidades

Abelha Africana

Abelha Africana

Lista do conteúdo

Abelha Africana

São parentes das vespas e formigas, além das outras abelhas, é claro.

Filo: Arthropoda

Classe: Insecta

Ordem: Hymenoptera

Subordem: Apocrita

Superfamília: Apoidea

Família: Apidae

Gênero: Apis

Espécie: Apis mellifera

Subespécie: Apis mellifera scutellata.

A abelha africana veio do leste da África em 1956.

Abelha Africana

A colmeia de abelhas-africanas é toda estranha por fora, mas por dentro é bem organizada, e até 80 mil abelhas podem viver juntas na mesma colmeia.

Existem muitas funções diferentes na colmeia, e cada abelha sabe exatamente o que fazer e quando fazer.

As operárias passam por diversos “empregos” durante a vida, conforme vão ficando mais velhas.

Todas, algum dia fazem parte da equipe que faz cera . As abelhas usam a cera para fazer os alvéolos, e usam os alvéolos para colocar ovos e larvas.

Quando produzem cera, fazem a síntese dos açúcares que tiraram do néctar, que foi tirado das flores.

A cera é feita em glândulas que ficam na parte de baixo da barriga da abelha. A cera sai em flocos. As abelhas que produzem a cera passam os flocos para outro grupo de operárias, que mastigam a cera, para que fique mais maleável.

Para que seja maleável, a cera tem que estar na temperatura certa (35°C), pra isso, têm também as operárias que mantém a temperatura certa do local.

Se estiver frio demais as abelhas produzem calor vibrando os músculos de vôo.

Se estiver quente demais, as abelhas abanam as asas.

Abelha Africana

Para construir os alvéolos a operária ergue as paredes até ficarem um pouco maiores que uma abelha adulta, todas as paredes tem a mesma altura e grossura.

Os alvéolos são construídos com forma hexagonal, um do ladinho do outro, como pode ver na foto. Podem ser milhares de abelhas operárias em uma única colmeia.

Na natureza, o ninho é oval e fica pendurado em um galho ou escondido dentro de um tronco oco. Todos os alvéolos são inclinados para cima para que nada derrame.

Os alvéolos podem ser usados para guardar os ovos, para ser depósito de mel ou depósito de pólen.

Existem também alvéolos onde a rainha põe os ovos e alvéolos maiores para as novas rainhas.

Para criação dessas abelhas, é necessário que o ninho esteja a no mínimo 300 metros de distância de qualquer outro animal ou de residências. Mais perto que isso já é considerada área de alto risco.

Além do que, sendo geneticamente mais fortes, em pouco tempo suplantam as européias…como ocorreu em Santa Catarina, onde as abelhas européias praticamente desapareceram.

Abelha Africana

As larvas alimentam-se de uma mistura de mel, sucos estomacais (das operárias que mastigam), e pólen.

As rainhas nascem larvas comuns, e viram rainhas quando são alimentadas com a geléia real, que é uma mistura de mel, pólen e secreções especiais.

A abelha africana possui comportamento muito agressivo, e muitas delas juntas podem até matar uma pessoa ou animal.

Até hoje, no Brasil, são conhecidas como abelhas assassinas.

A criação de abelhas chama-se apicultura.

Aprenda mais

Posts recentes

Compartilhe esse conteúdo

Posts relacionados