BIO Curiosidades

Dicas de viagem com pets

Se você vai viajar com seu bichinho de estimação, aí vão algumas dicas: Confirme se o lugar que você vai aceita mesmo animais...o hotel, pousada ou casa em que você vai ficar pode ter mudado de dono, e de regras. Leve a caminha e os brinquedos (e roupinhas se for o caso) que seu bichinho está acostumado, além da ração que ele sempre come - não deixe pra comprar quando chegar, pode não encontrar da mesma marca. Não esqueça da coleira, guia e focinheira (em alguns lugares seu bichinho não entra sem ela). Também é importante levar os remedinhos e um kit de primeiros socorros. Ah, e não esqueça: Bichinhos fazem cocô (principalmente em viagens), e não usam fraldas. Se vai levar um gatinho, leve a caixinha de areia junto. Se vai levar um cachorrinho, leve saquinhos plásticos e pazinha de recolher cocô. Se for levar uma ave, forre a gaiola e leve papel para trocar quando necessário. (veja mais abaixo) Viagem de avião com seu bichinho de estimação Existe uma lei para o transporte de animais, e existem também normas das empresas aéreas. Ah.... existem ainda as normas de segurança e saúde do seu animalzinho e existem normas da sociedade (nem todo mundo gosta de animais, e isto precisa e deve ser respeitado). Mantenha seu cachorrinho na coleira em locais movimentados, mas só o leve para locais movimentados se ele estiver acostumado. Ele pode se assustar e empacarou se tornar agressivo. Certifique-se que o lugar que você pretende ir aceita a presença de animais, e não esqueça de levar a pazinha e os saquinhos. Em alguns lugares, se você não juntar o cocô do seu bichinho pode levar uma multa beeeem salgada. Se você for ficar em um hotel ou pousada, limpe as patinhas dele antes de entrar. Jamais deixe ele passar perto da piscina e do restaurante. Lembre-se: tudo o que ele estragar, você paga. A lei Você vai precisar de um atestado de saúde e do histórico de vacinações. A vacina tem que ter sido aplicada há pelo menos 30 dias. Cuidados com a saúde vacina Filhotinhos com menos de 3 meses vão precisar de autorização específica do veterinário. Vacinas em dia, para não ficar doente na viagem. Consulta ao veterinário para saber se está tudo bem com seu pet. Uma boa idéia é colocar uma peça de roupa sua (usada), junto com o bichinho, pra que ele sinta seu cheiro e se acalme. Normas das empresas aéreas para transporte de animais Algumas companhias aéreas exigem que o seu bichinho viaje sedado, neste caso é necessário que o veterinário vá até o aeroporto e aplique o sedativo um pouco antes de embarcar. Algumas empresas não levam filhotes com menos de 3 meses, outras exigem autorização de um veterinário. Você só pode levar dois animais...pra levar mais, vai ter que negociar (muito) com a companhia aérea. Veja algumas normas de cada empresa (ligue antes de viajar para ver se as normas não mudaram): Normas da Tam: * Não exige que seu bichinho seja sedado. * Certificado de vacinação anti-rábica aplicada há mais de 30 dias e menos de um ano. * Atestado de saúde emitido por veterinário com validade de dez dias. * Filhotes com menos de 3 meses só viajam com autorização expressa do veterinário. * Animais com menos de 10 kg (incluindo peso da caixinha) podem viajar na cabine. * Para transportar animais silvestres ou com peso acima de 40kg entrar em contato com a Central de Informações: 5079-9999 (São Paulo) e 0300 115 9999 (demais localidades). *É cobrada taxa de R$ 90,00 + (peso do animal com o conteiner multiplicado por 0,5% da tarifa cheia do trecho a ser voado). Normas da Gol: * Precisa efetuar reserva com antecedência. * Dois animais por vôo (com exceção de filhotes de mesma ninhada e pequeno porte pertencente ao mesmo cliente). * Cães-guias podem ser transportados na cabine de clientes, desde que respeitadas as medidas sanitárias e de que haja assento disponível. * Certificado de vacinação anti-rábica aplicada há mais de 30 dias e menos de um ano. * Atestado de saúde emitido por veterinário com validade de dez dias. Normas da Azul: * O pet pode viajar na cabine des de que o peso do animal + o container não pode ultrapassar 5kg. * O animal deve caber em pé no container de 43x31x20 cm e conseguir dar uma volta completa. * Apenas dois animais domésticos por vôo. * Taxa de R$100,00 * Certificado de vacinação anti-rábica aplicada há mais de 30 dias e menos de um ano. * Atestado de saúde emitido por veterinário com validade de dez dias. Viagem de Navio - Pode levar animal de estimação? Pouquíssimos navios aceitam animais, e os que aceitam não deixam eles andarem com seus donos pelo navio. Ficam em área própria, separada, e podem ser visitados. Um exemplo é o Queen Elizabeth 2, um transatlântico luxuosíssimo que faz a volta ao mundo, e também roteiros pelos Estados Unidos e pela Europa. A documentação é a mesma exigida nos aviões....e a empresa pode ter mais algumas exigências. Cheque tudo com antecedência. viajando de carro com seu bichinho Viagem de carro com cachorro, gato ou ave. Para viagens de carro também é preciso levar o atestado de saúde e a ficha de vacinação. O animalzinho deve ir no banco traseiro, dentro da caixa de transporte ou preso a um cinto de segurança especifico (procure no seu pet shop). com a cara no vento Embora eles adorem, não deixe seu bichinho viajar na janela. Ninguém vai querer uma viagem estragada por um acidente. Evite viajar em horários de sol muito forte, e pare de vez em quando pra que seu animalzinho possa "esticar as pernas" e "pegar um arzinho"....bem preso pela guia, logicamente - não corra o risco de passar o resto das férias procurando um cachorro fujido. Nunca deixe o seu animal sozinho no carro. Se a viagem for longa, de apenas ração - nada de comer bobagem junto com o dono, e só de agua mineral (já pensou uma diarréia no meio do caminho?). Se tiver que transportar um pássaro, deixe o ar-condicionado desligado e tampe a gaiola com um pano, para que ele fique calmo. cadeirinha apropriada para o transporte de cães pequenos Viagem de ônibus com animais Algumas empresas rodoviárias brasileiras podem aceitar cães e gatos pequenos, em caixas de transporte (e não soltos), mas em alguns casos exigem que o bichinho vá no bagageiro. É necessário levar o atestado de saúde e de vacinação.

Lista do conteúdo

Hoje vamos falar sobre dicas de viagem com pets.

Se você vai viajar com seu bichinho de estimação, aí vão algumas dicas:

Confirme se o lugar que você vai aceita mesmo animais…o hotel, pousada ou casa em que você vai ficar pode ter mudado de dono, e de regras.
Leve a caminha e os brinquedos (e roupinhas se for o caso) que seu bichinho está acostumado, além da ração que ele sempre come – não deixe pra comprar quando chegar, pode não encontrar da mesma marca.
Não esqueça da coleira, guia e focinheira (em alguns lugares seu bichinho não entra sem ela).
Também é importante levar os remedinhos e um kit de primeiros socorros.
Ah, e não esqueça: Bichinhos fazem cocô (principalmente em viagens), e não usam fraldas.
Se vai levar um gatinho, leve a caixinha de areia junto. Se vai levar um cachorrinho, leve saquinhos plásticos e pazinha de recolher cocô. Se for levar uma ave, forre a gaiola e leve papel para trocar quando necessário.  (veja mais abaixo)

Viagem de avião com seu bichinho de estimação

Existe uma lei para o transporte de animais, e existem também normas das empresas aéreas.
Ah…. existem ainda as normas de segurança e saúde do seu animalzinho e existem normas da sociedade (nem todo mundo gosta de animais, e isto precisa e deve ser respeitado).

Mantenha seu cachorrinho na coleira em locais movimentados, mas só o leve para locais movimentados se ele estiver acostumado. Ele pode se assustar e empacarou se tornar agressivo.  Certifique-se que o lugar que você pretende ir aceita a presença de animais, e não esqueça de levar a pazinha e os saquinhos. Em alguns lugares, se você não juntar o cocô do seu bichinho pode levar uma multa beeeem salgada.

Se você for ficar em um hotel ou pousada, limpe as patinhas dele antes de entrar. Jamais deixe ele passar perto da piscina e do restaurante.
Lembre-se: tudo o que ele estragar, você paga.

A lei

Você vai precisar de um atestado de saúde e do histórico de vacinações. A vacina tem que ter sido aplicada há pelo menos 30 dias.

Cuidados com a saúde

pet vacina

Filhotinhos com menos de 3 meses vão precisar de autorização específica do veterinário.
Vacinas em dia, para não ficar doente na viagem.
Consulta ao veterinário para saber se está tudo bem com seu pet.

Uma boa idéia é colocar uma peça de roupa sua (usada), junto com o bichinho, pra que ele sinta seu cheiro e se acalme.

Normas das empresas aéreas para transporte de animais

Algumas companhias aéreas exigem que o seu bichinho viaje sedado, neste caso é necessário que o veterinário vá até o aeroporto e aplique o sedativo um pouco antes de embarcar.
Algumas empresas não levam filhotes com menos de 3 meses, outras exigem autorização de um veterinário.
Você só pode levar dois animais…pra levar mais, vai ter que negociar (muito) com a companhia aérea.

Veja algumas normas de cada empresa (ligue antes de viajar para ver se as normas não mudaram):

Normas da Tam:
* Não exige que seu bichinho seja sedado.
* Certificado de vacinação anti-rábica aplicada há mais de 30 dias e menos de um ano.
* Atestado de saúde emitido por veterinário com validade de dez dias.
* Filhotes com menos de 3 meses só viajam com autorização expressa do veterinário.
* Animais com menos de 10 kg (incluindo peso da caixinha) podem viajar na cabine.
* Para transportar animais silvestres ou com peso acima de 40kg entrar em contato com a Central de Informações: 5079-9999 (São Paulo) e 0300 115 9999 (demais localidades).
*É cobrada taxa de R$ 90,00 + (peso do animal com o conteiner multiplicado por 0,5% da tarifa cheia do trecho a ser voado).

Normas da Gol:
* Precisa efetuar reserva com antecedência.
* Dois animais por vôo (com exceção de filhotes de mesma ninhada e pequeno porte pertencente ao mesmo cliente).
* Cães-guias podem ser transportados na cabine de clientes, desde que respeitadas as medidas sanitárias e de que haja assento disponível.
* Certificado de vacinação anti-rábica aplicada há mais de 30 dias e menos de um ano.
* Atestado de saúde emitido por veterinário com validade de dez dias.

Normas da Azul:
* O pet pode viajar na cabine des de que o peso do animal + o container não pode ultrapassar 5kg.
* O animal deve caber em pé no container de 43x31x20 cm e conseguir dar uma volta completa.
* Apenas dois animais domésticos por vôo.
* Taxa de R$100,00
* Certificado de vacinação anti-rábica aplicada há mais de 30 dias e menos de um ano.
* Atestado de saúde emitido por veterinário com validade de dez dias.

Viagem de Navio – Pode levar animal de estimação?

Pouquíssimos navios aceitam animais, e os que aceitam não deixam eles andarem  com seus donos pelo navio.
Ficam em área própria, separada, e podem ser visitados.
Um exemplo é o Queen Elizabeth 2, um transatlântico luxuosíssimo que faz a volta ao mundo, e também roteiros pelos Estados Unidos e pela Europa.
A documentação é a mesma exigida nos aviões….e a empresa pode ter mais algumas exigências. Cheque tudo com antecedência.

pet-e-velha-no-carro

Viagem de carro com cachorro, gato ou ave.

Para viagens de carro também é preciso levar o atestado de saúde e a ficha de vacinação.

O animalzinho deve ir no banco traseiro, dentro da caixa de transporte ou preso a um cinto de segurança especifico (procure no seu pet shop).

pet-passeio-de-carro

Embora eles adorem, não deixe seu bichinho viajar na janela. Ninguém vai querer uma viagem estragada por um acidente.

Evite viajar em horários de sol muito forte, e pare de vez em quando pra que seu animalzinho possa “esticar as pernas” e “pegar um arzinho”….bem preso pela guia, logicamente – não corra o risco de passar o resto das férias procurando um cachorro fujido. Nunca deixe o seu animal sozinho no carro.

Se a viagem for longa, de apenas ração – nada de comer bobagem junto com o dono, e só de agua mineral (já pensou uma diarréia no meio do caminho?).

Se tiver que transportar um pássaro, deixe o ar-condicionado desligado e tampe a gaiola com um pano, para que ele fique calmo.

Cadeirinha-de-carro-pet-dog

Viagem de ônibus com animais

Algumas empresas rodoviárias brasileiras podem aceitar cães e gatos pequenos, em caixas de transporte (e não soltos), mas em alguns casos exigem que o bichinho vá no bagageiro.
É necessário levar  o atestado de saúde e de vacinação.

Posts relacionados